(11) 98917-1742 - (11) 99279-6668 - (11) 2464-9641
vendas@ductbusters.com.br
(11) 98917-1742 - (11) 99279-6668 - (11) 2464-9641

Qual a importância do ar-condicionado hospitalar?

Mais do que garantir o conforto térmico, a qualidade do ar de um hospital é ponto fundamental para a saúde dos pacientes. Manter os padrões de segurança na instalação e manutenção dos aparelhos de ar-condicionado são fundamentais para que o ambiente esteja sempre controlado, a fim de evitar doenças infecciosas pelas vias aéreas.

Confira no artigo de hoje os detalhes sobre a climatização hospitalar, os cuidados com a manutenção e o que deve ser levado em conta na hora da instalação dos aparelhos.

Controle do ambiente e purificação do ar

Para as unidades de saúde, a climatização adequada tem importância fundamental no tratamento dos pacientes. Ela evita a proliferação de bactérias, fungos, ácaros e outros microrganismos nocivos. Desde a recepção até as salas de cirurgia, pós-operatórios, UTI e Neonatal, os dispositivos de ar-condicionado mantém a temperatura, controla a umidade e realiza a filtragem – esta última associada à circulação de um ar puro para a diminuição de bactérias.

Solução de eficiência térmica e energética

Muitos hospitais e unidades de saúde funcionam 24h por dia, e para ter um sistema de climatização diferenciado e que garanta a constante qualidade do ar, é necessário levar em conta a eficiência térmica e energética. Dessa forma, o trabalho da equipe de engenheiros é fundamental para oferecer soluções que atendam essas condições.

Norma técnica, lei e manutenção frequente

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) criou a norma 7256:2005, que estabelece os padrões e critérios a serem seguidos para o tratamento de ar em estabelecimentos assistenciais de saúde. Ela indica como deve ser feita a implantação e manutenção do sistema em cada ambiente hospitalar, bem como sua periodicidade, temperatura ideal, umidade relativa do ar, controle de ruídos e o sistema de filtragem.

E por falar em obrigatoriedade, a lei sancionada em 4 de janeiro de 2018 estabelece a aplicação do PMOC (Plano de Manutenção, Operação e Controle), tornando obrigatória a operacionalização desta norma que reúne todos os procedimentos para limpeza, manutenção e conservação do sistema de climatização em prédios coletivos.

Por conta disso, além de ser obrigatório, é de fundamental importância realizar a manutenção periódica e preventiva dos sistemas de climatização. Desta forma, a vida útil do aparelho aumenta, reduz o consumo de energia, prevenindo a saúde dos ocupantes do local. Pense que aquilo que foi projetado para ser uma solução para o ambiente hospitalar, pode se tornar um problema de contaminação caso esta manutenção não seja feita de maneira adequada.

A falta da limpeza dos dutos e a troca regular de filtros pode fazer com que o aparelho de climatização seja uma fonte perigosa de proliferação de microrganismos, provocando a aerobiodispersão de contaminantes multiplicados nos vários pontos do sistema, como a unidade de climatização e a rede de dutos.

Portanto, para que o ambiente hospitalar e a unidade de saúde estejam em perfeitas condições para os colaboradores e, sobretudo, aos pacientes, é mais do que necessário contar com um sistema de climatização adequado que mantenha o ar purificado e livre de vírus e bactérias. Todos os dispositivos devem estar implantados dentro da norma técnica para este fim e com a manutenção periódica preventiva sempre em dia.

Por isso, conte com a Ductbusters, especialista em projetos, fornecimentos e instalação de sistemas de ar-condicionado, bem como consultoria técnica especializada! Atendimento completo em sistemas de climatização, ventilação, exaustão hospitalar e laboratórios especiais!

Entre em contato agora mesmo com nossa equipe e conheça em detalhes as nossas soluções!